Buscar

Ana Nunes


Nome completo: Ana Sofia dos Santos Correia Pagarim Nunes Idade: 30 Redes sociais que utilizas: Facebook, AcademiaEdu Quais os teus principais interesses? Museus, Sustentabilidade, Educação ao Longo da Vida, Artes Plásticas, Dança

Formação académica (curso, ano, universidade): Licenciatura em Educação de Infância, 2009, Escola Superior de Educação de Setúbal. Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro, 2016, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Porque escolheste esse curso? Vocação ou mercado?

Por vocação, gosto e por me identificar muito com estas áreas.

Qual a tua experiência profissional até agora?

Trabalhei como educadora de infância uns anos. Mais tarde, durante do Mestrado, fui assistente de exposição no MUDE e desenvolvi outros projetos de âmbito pessoal ao nível das artes plásticas. Atualmente sou membro da Acesso Cultura e estou a contactar diversas entidades para conseguir colaborações.

Qual o teu ponto de vista sobre a empregabilidade em Portugal nas áreas do Património / Cultura?

Considero que não é uma área fácil; acho mesmo que se trata de um núcleo um pouco fechado em que a única forma que nos inserirmos no mercado de trabalho é através do estabelecimento de uma rede de contactos que vamos criando ao longo do tempo.

Preocupa-te mais a ideia de conseguir um emprego estável ou uma boa experiência profissional, mesmo que temporária?

De momento importa-me uma experiência significativa que me dê a oportunidade de conseguir aprender muito e de desenvolver as minhas capacidades.

Gostavas de ter um ‘emprego para a vida’?

Além de considerar que isso não existe nos dias de hoje, penso que é natural que de tempos em tempos se feche um ciclo e se inicie outro. No entanto, quem fica muitos anos no mesmo emprego, se o considerar positivo, deve ter a capacidade de se reinventar e de renovar conhecimentos, caso contrário virá a estagnação.

O que representa para ti o património cultural? Qual a primeira ideia que te vem à cabeça?

Monumentos, Museus e Fado

Consomes eventos culturais? Com que regularidade? Que tipo de eventos?

Idas ao Teatro, ver espetáculos de dança, ir ao cinema, ver exposições. Tento fazer algum tipo de atividade deste género pelo menos uma vez por mês.

O que é para ti visitar um monumento, um museu, uma cidade histórica?

É a oportunidade de, muitas vezes, me encontrar comigo mesma e de perceber que, apesar do difícil que está a ser, perceber que esta é a minha área. É admirar a obra edificada e não só; é perceber que somos o que fomos. É sentir que quero preservar esses testemunhos e comunicá-los a quem não os sente.

Compras alguma publicação relacionada com o Património / Cultura? Se sim, qual? Por vezes compro a revista do Artis mas é mais comum consultar os boletins do ICOM online.

Artesanato, artes tradicionais, saberes, costumes... Tens algum interesse por experiências relacionadas com este tipo de actividades? Claro que sim, o Património Cultural Imaterial também precisa de ser preservado e celebrado.

Faria sentido para ti uma segunda licenciatura, especialização ou formação específica na área do património cultural? (restauro, gestão cultural, etc.)?

Talvez uma pós-graduação em Gestão Cultural mas também considero prosseguir investigação em Doutoramento.

Já visitaste uma escavação, uma obra de restauro ou acompanhaste um projecto cultural? Tens curiosidade? Adorava poder acompanhar um projeto cultural!

Tens 1 hora livre, 10 euros e estás num bonita cidade mediterrânica: um passeio ao ar livre, um gelado ou a visita a um monumento? Uma visita a um monumento e no final 5min para comer o gelado numa esplanada ;)

* O texto desta entrevista foi escrito de acordo com o Novo Acordo Ortográfico.

#HERITAGEPEOPLE #GERAÇÃOY

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.