BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

A actualidade do património cultural em Portugal

Um projecto

© 2020 Spira

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.

Buscar

Filipa Pereira Coutinho Duarte Ferreira


Nome completo: Filipa Pereira Coutinho Duarte Ferreira

Idade: 22

Número de 'amigos' no Facebook: 273

Quais os teus principais interesses? Cultura, Património e Turismo Cultural, Arte (principalmente contemporânea e urbana), Ler, Fotografar, Viajar, conhecer lugares e pessoas novas, desenhar.

Formação académica (curso, ano, universidade): Licenciatura em Estudos Portugueses, com major em Literatura e Cultura Portuguesa e minor em Comunicação e Cultura, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. A frequentar 1ºano do Mestrado em Empreendedorismo e Estudo da Cultura, Ramo em Gestão cultural, no ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa.

Porque escolheste este curso? Vocação ou mercado?

Vocação. Decidi seguir o que mais gostava na altura: ler e escrever. Na licenciatura percebi que mais do que Literatura, adoro a área da Cultura (Museus, Património, eventos). Por isso estou agora a fazer o Mestrado de Gestão Cultural, que é multidisciplinar, permitindo-me aprender por exemplo sobre públicos da cultura e sobre contabilidade e controlo de gestão.

Preocupa-te mais a ideia de conseguir um emprego estável ou uma boa experiência profissional, mesmo que temporária?

É importante um emprego estável mas uma boa experiência profissional, mesmo que temporária, é sempre interessante e relevante para aprender mais.

Gostavas de ter um ‘emprego para a vida’?

Um emprego estável é importante mas não penso num “para a vida” porque gosto de experiências novas.

Interessa-te também o passado ou pensas mais no futuro?

Acima de tudo vivo o presente mas é bom conhecer o passado, é uma forma de aprender, e penso sempre um pouco no futuro.

O que representa para ti o património cultural? Qual a primeira ideia que te vem à cabeça?

É a nossa herança cultural, que inclui monumentos fascinantes. É tudo aquilo que devemos conservar e visitar.

Qual foi a tua última experiência cultural? Foi patrimonial (museu, monumento, exposição…) ou simplesmente lúdica… (Sudoeste, Optimus alive, Rock in Rio…)?

Foi patrimonial. Foi em Évora, em março 2015, onde vi o Templo de Diana, visitei a Capela dos Ossos, subi às Torres da Sé de Évora, passeei nos jardins e pela cidade, provei gastronomia típica, visitei o Museu de Évora e o Museu dos Relógios, entre outros.

O que é para ti visitar um monumento, um museu, uma cidade histórica?

É uma experiência que normalmente me fascina pela monumentalidade, pela história, pela paisagem, pelas exposições surpreendentes, pelo conhecimento. É descobrir coisas novas e fantásticas. Outras vezes não gosto tanto, por exemplo, posso confessar que me fez impressão a Capela dos Ossos.

Qual é o teu tipo de consumo cultural?

As principais actividades são: ir ao cinema, visitar exposições e monumentos, passear e fotografar paisagens. Outras: ir a um concerto, feira de artesanato ou chocolate, santos populares, ModaLisboa, ler.

Artesanato, artes tradicionais, saberes, costumes…diz-te alguma coisa?

Tenho uma certa curiosidade por ver e conhecer costumes e artes tradicionais e por adquirir artesanato que seja giro e/ou útil mas não me diz muito.

O Património é uma área que te interesse para uma futura carreira profissional? Já pensaste nisso, em que campo?

Sim está dentro da área cultural e é um dos meus principais interesses, seja na organização ou na comunicação.

Faz sentido para ti, uma segunda licenciatura, especialização ou formação específica nesta área (restauro, gestão cultural, etc.)?

Segunda licenciatura não mas saber mais faz sempre sentido. Agora estou no Mestrado em Gestão cultural e ainda gostaria de tirar um curso prático de design gráfico e um de organização de eventos.

Sabes o que faz um conservador-restaurador, um arqueólogo, um historiador da arte? Já visitaste uma escavação, uma obra de restauro ou acompanhaste um projecto cultural? Tens curiosidade?

Tenho uma ideia mas nunca acompanhei nenhuma dessas profissões. Um conservador- restaurador conserva livros e restaura património (igrejas, monumentos, quadros). Um historiador da arte é um profundo conhecedor de arte que elabora críticas e reflexões sobre arte e assim contribui para a construção da história da arte. Um arqueológo realiza pesquisas, escavações e descobertas.

A experiência mais próxima que tive foi conhecer o trabalho da área de conservação e restauro da Biblioteca Nacional, numa visita guiada. Achei um trabalho muito interessante. Quanto a projectos culturais só o evento que organizei em equipa (com 3 pessoas) no último ano da licenciatura para a disciplina de Gestão Cultural. Tenho muita curiosidade relativamente a projectos culturais, neste momento estou a terminar um trabalho de apresentação e reflexão do projecto “Bairro dos Museus” para a disciplina de Projectos Culturais de Património.

Tens 1 hora livre, 10 euros e estás num bonita cidade mediterrânica: um passeio, um gelado ou um monumento?

Um monumento e com sorte sobrava dinheiro para um gelado e ainda conseguia outra hora para passear.

As sugestões de Filipa Ferreira:

- Exposição ArteMar2015 – Cascais

- http://www.bairrodosmuseus.pt/

- Alguns dos meus livros preferidos: Amor de perdição – Camilo Castelo Branco, Monte dos Vendavais – Emily Bronte, Casa dos Espíritos - Isabel Allende, poesia de Fernando Pessoa

#HERITAGEPEOPLE #GERAÇÃOY #EMPREENDORISMO