Buscar

Fórum do Património 2018


"Em Abril de 2017, cerca de 50 associações portuguesas de defesa do património reuniram-se em Lisboa, aprovando uma Declaração que salienta o papel que a sociedade civil deve ter e tem, na salvaguarda dos seus valores patrimoniais, materialização de uma identidade coletiva que nos interessa conhecer e preservar.

Em renovado colaboração com o ICOMOS Portugal e com o seu apoio expresso, com a Câmara Municipal de Alcobaça e com a ADEPA, se volta a lançar a iniciativa do Fórum do Património, sob o lema Associações: ontem, hoje e amanhã.

No ano dedicado pela Europa ao Património Cultural e em que comemoramos 40 anos do I Congresso Internacional para a Investigação e Defesa do Património, decorrido em Alcobaça, esta iniciativa reforça o grande objetivo de pôr as ONG do Património a falar a uma só voz a favor do património cultural."

Ao encontro desta convergência, a Comissão Organizadora aposta este ano numa reflexão sobre o passado, a atualidade e o futuro das ONG do Património. Os três grandes objetivos do Fórum, que constituem também os temas para a discussão são:

1. AVALIAÇÃO DE UMA ACÇÃO NO TEMPO Avaliar a acção das associações ao longo do tempo, tomando como referência o I Congresso Internacional para a Investigação e Defesa do Património, que decorreu em Alcobaça em 1978 e os principais contributos do movimento associativo para a construção do edifício patrimonial em Portugal. A relevância deste momento consiste na promoção de uma reflexão, sobre as conquistas que as associações souberam para a salvaguarda do património cultural em Portugal e as principais questões que se coloca no futuro. Mesa redonda 2. A ACÇÃO DAS ONG’S Apresentar casos aplicados nos territórios em que as ONG tiveram uma parte essencial na concretização. Identificar os desafios e as soluções encontradas para os superar, enquanto estrutura associativa. Identificar e definir iniciativas conjuntas, como, por exemplo, campanhas de sensibilização da opinião pública, elaboração e apresentação de propostas de alterações legislativas tendo em vista melhorar a salvaguarda do PCC, acções de aplicação da legislação. 3 - OS CONTRIBUTOS DAS ASSOCIAÇÕES Definição de áreas onde os contributos das associações devem ser tidos em conta: a sua acção em processos de gentrificação e turistificação; a sua contribuição para o enquadramento dos trânsitos culturais; a avaliação do impacto social do património. O que é necessário executar: estatísticas das associações e das suas acções. Pode ser apresentado um modelo de inquérito às associações tendo em vista a aferição do seu grau de relevância nas comunidades.

O Fórum irá decorrer no dia 28 de Setembro, Sexta-feira, no auditório da Biblioteca Municipal de Alcobaça.

Pode consultar o programa aqui, e fazer a inscrição através deste formulário.

#CONFERÊNCIAS

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.