Buscar

Os seminários da Bienal Ibérica de Património Cultural 2019



Sendo o património um recurso naturalmente polissémico, a Bienal tem vindo a adensar a realização de debates técnicos sobre este activo, conforme a particularidade do tema e a diversidade dos agentes envolvidos. Assim, na edição de 2019 a Bienal promoveu 5 seminários temáticos: International Heritage Talks, Tourism Talks, Conservation & Restoration Talks, Guest Country Talks e Jornadas Espanholas.


Os 5 seminários resultaram em 61 apresentações de especialistas e reuniram um total de cerca de 450 participantes.


Nas International Heritage Talks “Artes & Ofícios como Prática de Sustentabilidade em Património Cultural” debateu-se o fundamental tema dos saberes artesanais ainda existentes em Portugal e promoveu-se esse debate à escala internacional – a única que pode garantir sustentabilidade a este importante activo do nosso país: Michelangelo Foundation, Centro de Artes e Ofícios do Património, CEARTE, Loulé Design LAB e Portugal Manual foram alguns dos protagonistas deste encontro.


As Tourism Talks “Património, Turismo, Sustentabilidade e Inovação”, promovidas pelo Turismo de Portugal, enquadraram-se no tema da edição deste ano da Bienal – a Sustentabilidade – dedicando-se assim ao debate de inovadoras e maleáveis formas de gestão no sector do património cultural, tipos de oferta de serviços de turismo, assim como ferramentas de apoio à visitação o mais abrangente possível (como a realidade aumentada e a acessibilidade para surdos) No seu todo, procuraram contribuir para que os recursos culturais de Portugal sejam mais valorizados, acessíveis e conhecidos por todos. A DGPC, a Universidade de Paris - Panthéon Sorbonne, a Rota das Fortalezas Abaluartadas, a QRER e as Rotas do Românico e Vicentina, entre outras entidades, dinamizaram o seminário.


Já as Conservation & Restoration Talks “Reabilitar: uma dimensão incontornável da intervenção patrimonial?” dedicaram-se às problemáticas da crescente prática de reabilitação urbana evidente nas cidades de Portugal e Espanha e à definição do papel da Conservação e Restauro nesse processo. Organizadas em parceria com a ARP – Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal e com a presença da associação homóloga espanhola, contou com a presença de especialistas portugueses e espanhóis (de académicos a titulares de funções públicas e a empresários) num debate participado, franco e aberto.


As Guest Country Talks “Património Cultural em(ntre) Marrocos e Portugal: um activo de futuro” foram dedicadas ao país convidado, procurando perceber o estado da arte, as circunstâncias políticas, diplomáticas e económicas de um enquadramento de cooperação em matéria de património cultural entre Portugal e Marrocos.


As Jornadas de Património Cultural de Espanha tiveram como mote a cooperação em matéria de arte rupestre pré-histórica entre Portugal e Espanha e consistiram em workshops e mesa-redonda com os vários intervenientes ibéricos.


Destaque ainda para as mais de duas dezenas de apresentações técnicas dos projectos dos expositores da Bienal no Innovation Point, a decorrer em permanência durante os três dias do evento.


#BIENALARPA #SEMINÁRIOS

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.