BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

A actualidade do património cultural em Portugal

Um projecto

© 2020 Spira

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.

Buscar

Cerimónia de Entrega do Prémio Escolar Ano Europeu do Património Cultural


A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, recebeu no passado dia 8 de Junho a Cerimónia de entrega do Prémio Escolar do Ano Europeu do Património Cultural, uma iniciativa do Coordenador Nacional do Ano Europeu do Património Cultural 2018, em parceria com o Centro de Investigação para as Tecnologias Interativas (CITI-UNL), com o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD), com o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) e que conta com a participação do Ministério da Educação, Ministério da Cultura, Fundação Calouste Gulbenkian, Plano Nacional de Leitura e Rede de Bibliotecas Escolares.

Pensado para o público escolar e para as novas gerações, este prémio pretendeu promover o conhecimento do património cultural europeu nas suas múltiplas dimensões e permanentes mutações, alertar para a co-responsabilização de todos na identificação e superação de riscos que o possam ameaçar e garantir o desenvolvimento de dinâmicas criativas que garantam a sua sustentabilidade e a sua evolução, em permanente diálogo com outras realidades culturais.

Assim, foi lançado um desafio aos docentes do 3º Ciclo do Ensino Básico e dos Ensinos Secundário e Profissional, que propunha a realização, em conjunto com os seus alunos, de actividades pedagógicas de pesquisa, selecção e análise de aspectos do Património Cultural Europeu (material ou imaterial) que os levassem a produzir duas apresentações em formato digital: uma apresentação de uma vertente do património cultural da sua comunidade local ou do património cultural português e a apresentação de um aspecto do património cultural europeu, devendo estas destacar características relevantes e o seu valor enquanto herança cultural. Os conteúdos poderiam ser apresentados em vários dos formatos, incluindo texto, vídeo, áudio, fotografia, ilustração e infografia.

A cerimónia contou com a presença de Isabel Alçada - professora, escritora e membro do júri do concurso; Alexandra Leitão - Secretária de Estado Adjunta e da Educação; e Guilherme d’Oliveira Martins - administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian e coordenador nacional da programação do Ano Europeu do Património Cultural, a quem coube iniciar a cerimónia. No seu discurso, foi reconhecido o trabalho realizado por Portugal na promoção de iniciativas no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural assim como o importante papel das escolas portuguesas neste projecto, sendo que o nosso país conseguiu o maior número de participantes escolares a concurso, algo recentemente reconhecido pela União Europeu.

Com o Alto Patrocínio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que, não podendo estar presente, não deixou de enviar um vídeo, onde parabenizou o evento e salientou a importância de aproximar os jovens ao Património europeu material e imaterial e reconheceu o esforço das escolas nesse sentido. A sua intervenção foi finalizada com o desejo de que este projecto vá mais longe e tenha edições futuras.

Na sua intervenção, Isabel Alçada destacou a importância da defesa e valorização do património, assim como a necessidade de disseminar a mensagem de salvaguarda a todos, defendendo a necessidade de uma educação inclusiva que garante e assegura estes parametros.

A Secretária de Estado salientou a importância do envolvimento das escolas neste tema, uma vez que os participantes aprendem mas também dão a conhecer aos outros o património que trabalharam e falou da necessidade de criar uma Escolar de rigor, de inclusão, de aprendizagem e de comunhão com a comunidade.

Das 78 candidaturas recebidas, 12 foram merecedoras de prémio, havendo dois prémios para o terceiro ciclo e dois prémios para ensino secundário, sendo distinguidas as avaliações do júri e também o maior número de menções positivas da parte do público, ambos premiados com tablets gráficas e livros. Foram ainda destacados oito projectos através da atribuição de Menções Honrosas.

Durante a cerimónia, os alunos e os professores dos projectos vencedores tiveram a oportunidade de apresentar as suas propostas:

Premiados do ensino Secundário e Profissional:

Prémio do júri:

AZULEJO - De Delft ao Conventinho | parte 1 e 2

Escola Secundária José Afonso, Loures

Equipa: 12º 5M

Partindo da ideia do Azulejo como ponte de ligação entre o Património Cultural Português - o azulejo de figura avulsa português - e um aspecto do Património Cultural Europeu - o azulejo de Delft, na Holanda. O azulejo de figura avulsa português tem influência holandesa tanto a nível temático como técnico (que remonta ao séc.XVII). No primeiro filme mostraram o trabalho em sala de aula, a pesquisa sobre figura avulsa e sobre a tradição holandesa de Delft e a visita de estudo à Quinta do Conventinho (edifício que faz parte do Património Municipal de Loures situado nas imediações da Escola Secundária José Afonso) de onde foram recolhidos os exemplares posteriormente trabalhados pelos alunos. No segundo filme apresentaram toda a série de pesquisas de azulejos de figura avulsa efetuadas na Quinta do Conventinho em Loures, os estudos de reconstituição desses mesmos azulejos, a par da reprodução de azulejos de Delft utilizando a técnica de aguarela. Utilizando a técnica da Anamorfose (uma projecção ou perspectiva distorcida que requer que o espectador use uma superfície espelhada e se coloque num ponto de vista específico para reconstituir a imagem) conceberam um serviço de café de modo a recriar e reinventar o património de uma forma utilitária.

Menção positiva da parte do público:

GEOPARKS - Património Natural e Cultural de Arouca, Haute Provence, Lesbos e Las Loras

Escola Secundária de Arouca

Equipa: 10º, 11º,12º

GEOPARKS é um projecto no âmbito do programa Erasmus+, Ação K2. Esta acção, Cooperação para a Inovação e Boas Práticas, pretende que as organizações possam trabalhar em conjunto a fim de melhorar a sua oferta para os alunos e partilhar práticas inovadoras. Este projecto, com a duração de dois anos letivos, (2016/17 e 2017/18), envolveu 4 países parceiros: Espanha (País Coordenador), Portugal, França e Grécia. Ao longo do projecto, desenvolveram actividades de formação, ensino e aprendizagem com o objectivo de abrir as portas da escola, alargar os horizontes dos nossos alunos, melhorar os seus resultados e competências e dar a conhecer e valorizar o património geológico e cultural dos geoparques dos países parceiros (Parque Geológico Las Loras – Villadiego, Burgos – Espanha, Alpes-de-Haute-Provence, Digne Les Bains – França, Lesbos, Mytilene, Grécia e Arouca Geopark, Arouca, Portugal). Este projecto contemplou a recolha de dados gerais sobre os geoparques de Portugal, seguida de deslocações de professores e alunos aos países participantes, para apresentação das tarefas desenvolvidas e partilha de boas práticas, promovendo o intercâmbio e o conhecimento e valorização do património cultural e natural local/nacional e europeu.

Premiados do 3º ciclo:

Prémio do Júri:

Cascatas do séc. XVIII - património cultural local e património cultural europeu

EB de São Bruno

Equipa: 7D

Após visita à Quinta Real de Caxias, este grupo de alunos pesquisou outras cascatas barrocas e encontrou a de Caserta, em alguns aspectos semelhante à de Caxias. Assim, decidiu preparar um filme que mostra que em ambas as Cascatas está "encenada" a lenda do Banho de Diana. Como banda sonora foi escolhida música portuguesa da mesma época das cascatas em Caxias, Portugal e em Caserta, Itália.

Menção positiva da parte do público:

Revista "Our Heroes"

Domingos Capela

Equipa: Herit@ge Matters

Partindo da premissa de que Património não é apenas belos museus, obras de arte imponentes, a nossa música ou língua, mas também, e talvez principalmente, Valores Humanos que herdamos dos nossos Heróis, foi criada uma revista colaborativa e online intitulada "Our Heroes". Pensada pelos 7 países envolvidos no projecto "Herit@ge Matters", cada país participante escolheu um herói nacional que pretendesse trabalhar e apresentar.

Menções Honrosas:

Jardins do séc. Xviii

EB de São Bruno

Equipa: 7D

"Jogas comigo?" - descobrir e valorizar, através colaboração e da integração, uma vertente do Património Cultural (português e europeu)

Escola Básica Infanta D. Mafalda, Rio Tinto

Equipa: Os Especiais

Monumentos

Escola Básica Mosteiro e Cávado

Equipa: Artistas do Mosteiro

A Citânia de Briteiros, a Escola e as Briteirices pela Europa

Escola Básica de Briteiros

Equipa: Alunos da Oficina -Briteirices- existente na Escola

Património Cultural: de Santo Tirso à Europa

Escola Secundária D. Afonso Henriques

Equipa: 10ºT - Turismo

Diversidade

Escola Profissional da câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada

Equipa: Técnico de Turismo

Projecto eTwinning:Forget me not - Build memories through buildings"

Escola Básica e Secundária de Gama Barros

Equipa: 8.8.ª

Ovar - Cidade Museu do Azulejo

Escola Secundária de Esmoriz

Equipa: ES

#EDUCAÇÃO #EDUCAÇÃOPATRIMONIAL #PATRIMÓNIO #CULTURA #PATRIMÓNIOIMATERIAL #PATRIMÓNIOMATERIAL #ESCOLAS #CONCURSO