Buscar

Podem os jovens envolver-se com os museus?


Foi a 13 de Fevereiro de 2014 que um grupo de jovens se juntou na Casa-Atelier de Arpad Szenes e Vieira da Silva, fazendo nascer o FAZ 15-25. Um colectivo de jovens entre os 15 e os 25 anos de idade, com diferentes percursos e de diferentes áreas, mas com um interesse comum – envolverem-se activamente na programação de um museu.

Foi assim que, desde essa altura, Filipa Alves de Sousa, mentora do projecto, potencializou a participação activa de muitos jovens no Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva. Para Filipa Alves de Sousa (cf. “Encontros com o Património – Públicos de Museus”, da TSF) os Museus devem ser espaços de afectos, de diálogo, de encontro e de alegria. Esta afectividade é um elemento importante na estratégia de captação de públicos jovens. Deste modo, o museu tem de se abrir de uma forma afectiva, tentando compreender quais as necessidades, os problemas e os obstáculos deste tipo de público. Sendo um público muito específico – que não vem pelas escolas ou pelas universidades – para Filipa Alves de Sousa é fundamental que os museus sejam capazes de traçar estratégias muito próprias para este tipo de público.

É então natural que o Colectivo de Jovens FAZ tenha crescido ao longo deste último ano e meio – mais de 80 jovens já se “envolveram” directamente com o Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva e outros 300 participaram indirectamente nas acções deste colectivo.

Como se lê no blogue de divulgação deste colectivo, o projecto pretende dar apoio e proporcionar oportunidades a jovens que possam:

  • Trabalhar em colaboração com artistas;

  • Conhecer profissionais qualificados dentro e fora do sector cultural, onde aprendem com as suas histórias de vida e os seus percursos profissionais;

  • Desenvolver competências artísticas, mas também práticas de organização, comunicação e empreendorismo;

  • Participar na programação da Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, planear e organizar actividades e eventos que abram o museu a públicos jovens.

Regularmente, os jovens participam em encontros informais com convidados, nas chamadas "Conversas com Eles", abertas a todos os interessados entre os 15 e 25 anos; mas também são os protagonistas nos encontros com visitantes do Museu, nas "Conversas Connosco", visitas breves orientadas por membros do Colectivo FAZ 15-25, abertas ao público em geral. São os jovens que partem dos seus interesses pessoais e partilham a sua perspectiva sobre as obras da colecção do Museu. Participam também em reuniões de grupo para co-programação e preparação de actividades e eventos no Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva, oferecendo um olhar “fresco e irreverente”.

Para mais informações, consulte a página no Facebook do FAZ 15-25.

#HERITAGEKIDS #EDUCAÇÃO #ESCOLA

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.