Buscar

O Convento de Cristo, por Eduardo Salaviza


Continuando a procurar trazer a lume diferentes olhares sobre o nosso património cultural, a patrimonio.pt inaugura a publicação de uma série de desenhos sob o mote 'Monumentos' de Eduardo Salaviza (diario-grafico.blogspot.pt), autor de, entre outras obras, "Diários de Viagem - desenhos do quotidiano".

Serão aqui assim partilhadas materializações das viagens de Salaviza por Portugal em descoberta visual do nosso património edificado.

Começamos com três desenhos do Convento de Cristo, em Tomar.

Aproveitamos também para reforçar o nosso convite a ilustradores, desenhistas, designers, pintores, artistas para nos enviarem trabalhos gráficos sobre património - no seu sentido mais lato, inclui-se aqui património móvel, imóvel, imaterial, artes tradicionais, eventos, obras de arte.

Eduardo Salavisa nasceu em Lisboa onde vive e trabalha. Andou pela Escola de Belas Artes de Lisboa onde se licenciou em Design de Equipamento por volta de 1980. Trabalhou em Design Industrial, concebendo algumas peças que depois eram produzidas, em reduzido número, e comercializadas. As que lhe deram mais gozo foram uns brinquedos de madeira. Devido a vários condicionalismos, o Design deixou-lhe algumas desilusões, dedicando-se mais à pintura. Fez algumas exposições, de pintura e de desenho, sendo sobretudo o desenho que o interessa pelo seu carácter experimental e por ser mais um processo que um resultado. Por esta razão começou a interessar-se pelos Diários de Viagem, ou Gráficos, pelo registo sistemático do quotidiano, pelo seu carácter lúdico e simultaneamente didáctico. É professor no ensino secundário na Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa. Além de fazer o seu próprio Diário, não só em viagem mas quotidianamente, estuda os de outros autores, utilizando-os nas suas aulas e nas de outros professores (Biografia retirada de http://www.diariografico.com/htm/biografia.htm).

#MONUMENTOS #ILUSTRAÇÃO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.