BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

A actualidade do património cultural em Portugal

Um projecto

© 2020 Spira

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.

Buscar

A dimensão institucional da Bienal Ibérica de Património Cultural 2019



Loulé, no Algarve, é o concelho que acolhe este ano, entre 11 e 13 de Outubro, a grande festa do património, juntando especialistas e profissionais de Portugal e Espanha (que dinamizam a Bienal), de Marrocos (país convidado) e, pela primeira vez, de várias outras origens (Brasil, Holanda, Itália e

Áustria), em 3 dias de troca de ideias e experiências sobre o património cultural.


Na edição deste ano, o tema a debate é a Sustentabilidade, que "não é mais do que o ADN no património cultural: renovando-se, reciclando-se, adaptando-se ao longo dos anos, sempre atendendo à sua preservação futura."


A Bienal em Loulé assenta no estabelecimento de parcerias com um conjunto de entidades públicas e privadas que apoiam diversas componentes do evento: a Bienal é um projecto conjunto da Spira e da Junta de Castela e Leão, a edição de 2019 tendo a Câmara Municipal de Loulé como entidade anfitriã e promotora do evento e contando com Marrocos como país convidado.


Marrocos está representado, numa parceria estreita com a AICEP - Portugal Global, através das Embaixadas do Reino de Marrocos em Portugal e de Portugal em Marrocos. a representação oficial do Reino de Marrocos é encabeçada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e envolve o Ministério da Cultura e da Comunicação, bem como o Ministério do Turismo e do Artesanato daquele estado.


De sublinhar também a presença no evento da Herifairs - European Heritage Fairs Network: no ano passado, celebrou-se em Valladolid a constituição desta rede entre a Junta de Castela e Leão (Bienal Ibérica, Espanha), a Spira (Bienal Ibérica, Portugal), o Palazzo Spinelli (Salone dell’Arte e del Restauro di Firenze) e a Monumento Salzburg (Áustria). Este convénio deu corpo à criação de uma marca única europeia, agregadora dos certames dedicados ao património cultural, tendo em vista o desenvolvimento de projectos contributivos para o sector em cada um dos países subscritores – Portugal, Espanha, Itália e Áustria. A intenção de vir a integrar outros países está, naturalmente, contemplada na base do convénio.


A edição de Loulé conta ainda com o Apoio Institucional da Comissão Nacional da UNESCO, da Direcção-Geral do Património Cultural, do Turismo de Portugal, da Fundação Millennium BCP, da Associação Profissional de Conservadores Restauradores de Portugal e conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República.


#bienalarpa