Buscar

Viana do Castelo candidata-se a Cidade Criativa UNESCO


Viana do Castelo, capital do Alto Minho, e Uherské Hradi’t’, na República Checa, vão candidatar-se, em 2020, à rede de Cidades Criativas da UNESCO, do artesanato e da arte popular.

Maria José Guerreiro, vereadora da cultura do município português, referiu à Lusa que, "em 2020, as duas cidades vão avançar com uma candidatura conjunta" àquela rede mundial, criada pela UNESCO em 2004.

"As Festas de Nossa Senhora são conhecidas pelo Traje à Vianesa, o único que, até ao momento, está certificado em Portugal", sublinhou a vereadora da Cultura da Câmara de Viana do Castelo.

"Já se realizou uma primeira reunião em Viana do Castelo, e outras se seguirão para acertar procedimentos e levarmos a bom porto esta candidatura conjunta que nos vai permitir, não só integrar a rede mundial de Cidades Criativas da UNESCO como trabalharmos em prol do património cultural, material e imaterial", explicou.

Maria José Guerreiro acrescentou que a candidatura conjunta implicará a realização de um "estudo rigoroso sobre os trajes e a articulação com a cidade Checa dos pontos em comum nas duas cidades".

Em Viana do Castelo, o traje assume-se como um símbolo tradicional da região, nas suas várias formas, consoante a ocasião e o estatuto da mulher. Em linho e com várias cores características, onde sobressai o vermelho e o preto, era utilizado pelas raparigas das aldeias em redor da cidade de Viana do Castelo.

As características deste traje, como o seu colorido e a profusão de elementos decorativos, permitem identificar facilmente a região de origem, no concelho, motivo pelo qual se transformou, segundo os especialistas, "num símbolo da identidade local".

A certificação do traje à Vianesa, com origem no século XIX, foi publicada em Diário da República no final de 2016.

Em Agosto de 2017, o presidente da Câmara, José Maria Costa, havia já anunciado a intenção de candidatar o Traje à Vianesa a Património Nacional, classificação que justificou com a "autenticidade, beleza e simbolismo" do primeiro traje certificado do país.

Em Agosto de 2018, o início da confecção do Traje à Vianesa foi assinalado com a apresentação pública dos primeiros cinco exemplares de Areosa, Afife, Santa Marta de Portuzelo, Geraz do Lima e o traje azul-escuro mais conhecido como o de Dó, que ostentam a etiqueta de certificação.

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO foi criada com a missão de desenvolver a cooperação internacional entre cidades que identificaram a criatividade como um factor estratégico para o desenvolvimento sustentável. Conta actualmente com 180 cidades.

A adesão de cidades portuguesas iniciou-se em 2015 com a inclusão de Idanha-a-Nova, como Cidade Criativa da Música, e de Óbidos, como Cidade Criativa da Literatura. Em 2017, aderiram Amarante (Música), Barcelos (Artesanato e Arte Popular) e Braga (Artes de Media).

Fonte: Diário Digital Castelo Branco

#NORTE #UNESCO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.