Buscar

Gestão Patrimonial: viagem de estudo à Fundação Santa María La Real



No sentido de partilhar as Boas Práticas em Gestão Patrimonial, a Spira promove em Fevereiro próximo uma viagem de estudo à Fundação Santa María La Real, Espanha, com visitas técnicas ao património da região e aulas pelo director da Fundação, Juan Carlos Prieto, e a sua equipa, versando a análise de estratégias integradas de desenvolvimento local com base patrimonial em territórios de baixa densidade.


Visitar-se-ão 12 obras e intervenções de conservação e restauro, reutilizações/revitalizações de monumentos, e o gabinete de um inovador sistema de monitorização e gestão do património cultural. A totalidade das visitas técnicas terão o acompanhamento de César del Valle, historiador de arte da Fundação.



A Fundação Santa María la Real é um exemplo de como um recurso patrimonial em ruína pode, numa comunidade de pequena dimensão e periférica, transformar-se, no prazo de 30 anos, num motor de desenvolvimento económico e social, com projecção internacional e financeiramente sustentada na diversidade de serviços oferecidos ao mercado.


Em 40 anos, a Fundação recuperou a totalidade do Mosteiro de Santa María La Real elevando-o a Prémio Europa Nostra, criou “Escolas-Oficina”, inseriu uma Escola Secundária e um alojamento no seu espaço, desenvolveu projectos de investigação científica de profundidade, promoveu múltiplas iniciativas paralelas de sensibilização e divulgação patrimonial, recuperou um conjunto alargado de monumentos, desenvolveu know-how e serviços no seio da Fundação transformados em 6 empresas autónomas e, por fim, alargou a sua capacidade de boa gestão a projectos integrados de base territorial promovidos nos últimos anos pela Direcção Geral do Património Cultural da Junta de Castela & Leão, cabendo à Fundação a gestão dos mesmos – o Românico Atlântico e o Românico Norte.

A Fundação conta actualmente com escritórios em Aguilar de Campoo, Madrid, Valladolid e Sevilha.



Facturando cerca de 7 milhões de euros por ano e empregando mais de 200 colaboradores, a Fundação Santa María La Real já promoveu mais de 520 intervenções em bens culturais, editou cerca de 300 publicações científicas ou de divulgação do património, gerou mais de 3000 postos de trabalho directos, alcançou mais de 45 prémios nacionais e internacionais, entre os quais o Henry Ford Conservation (1999), Feira AR&PA (2006) e Europa Nostra (1987, 2003 e 2013).


Todas as visitas técnicas, aulas, transportes e alojamento estão incluídos.


De 16 a 19 de Fevereiro de 2020. Inscrições até 17 de Janeiro aqui.


Programa completo e informações úteis aqui.


Imagens: Fundación Santa María la Real.


#GESTÃOPATRIMONIAL #PATRIMÓNIOCULTURAL #ESPANHA

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.