Buscar

Identificada carta de D. João II que é primeira notícia da viagem de Colombo


«Veio ter com fortuna do mar ao nosso porto da nossa cidade de Lisboa Dom Cristóvão, vosso almirante, que folgamos muito de ver e mandar tratar bem por ser coisa vossa», lê-se na carta escrita pelo Rei D. João II de Portugal a Fernando de Aragão.

O documento mais antigo que relata o regresso de Cristóvão Colombo depois de descobrir a América foi agora encontrado pelo Arquivo Histórico da Nobreza espanhol, um organismo do Ministério da Cultura, durante um trabalho de tratamento técnico e digitalização do Arquivo dos Condes de Villagonzalo.

«Nosso muito alto, excelente e poderoso príncipe, rei de Castela, de Aragão da Sicília, de Granada e nosso amado príncipe irmão», pode ser lido em português no verso da carta datada de 4 de Março de 1493 e escrita por João II a Fernando, o Católico, onde o feito de Colombo se anuncia pela primeira vez. Está escrito no mesmo dia em que Colombo chegou a Lisboa depois da sua aventura. «Na vinda do almirante das Indias», lê-se no verso.

Neste processo de descrição e tratamento técnico do Arquivo dos Condes de Villagonzalo, que é de propriedade privada mas é gerido pelo Arquivo da Nobreza, foram encontradas este ano duas cartas oficiais de D. João II datadas de 4 Março e outra de 25 de Maio de 1493.

"Mas o mais importante de tudo nesta carta é a informação que D. João II dá a D. Fernando de que Rui de Sande [embaixador] tem instruções para tratar das consequências da viagem de Colombo nas relações entre Portugal e Castela e que uns meses mais tarde desembocarão no Tratado de Tordesilhas [assinado em 1494]", refere o historiador João Silva de Jesus no blog dedicado ao tema, onde pode ler-se a transcrição integral da carta.

A carta portuguesa que assinala o regresso de Colombo pode ser vista em Toledo.

Fontes: ABC e Pseudo-História Colombina

Imagens: http://www.culturaydeporte.gob.es/cultura/areas/archivos/mc/archivos/nhn/destacados/documentos-destacados/documento-colon.html

#HISTÓRIA #ARQUIVO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.