Buscar

Vila Viçosa, Vila Renascentista


“Os duques de Bragança engradeceram-na [Vila Viçosa], criaram-lhe estruturas que tonaram possível o seu desenvolvimento, convertendo-a numa importante sede de poder local.” Manuel Inácio Pestana

No passado dia 5 de Janeiro, decorreu no antigo Convento das Chagas de Cristo, agora Pousada, uma reunião na qual estiveram presentes os vários membros que estão a colaborar na realização da candidatura de Vila Viçosa a Património Mundial e cujos trabalhos estão praticamente concluídos. A ideia de candidatar Vila Viçosa a Património Mundial remoneta a meados dos anos noventa e partiu do Pelouro da Cultura da autarquia calipolense

A base da candidatura é a expansão urbanística da vila com características nitidamente renascentistas. Acresce a singularidade do uso do mármore na construção dos edifícios, tanto privados como públicos, grande parte deles associados à Casa de Bragança e dos quais o Paço Ducal é o ex-libris. Outro elemento interessante e talvez não tão conhecido, é o conjunto de aquíferos sobre os quais assenta a vila e que também está evidenciado na candidatura em curso.

Fontes: Rádio Campanário, Câmara Municipal de Vila Viçosa


BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.