Buscar

Nova exposição no Museu da Lourinhã


O Museu da Lourinhã, sob a tutela da associação cultural GEAL, inaugurou no passado dia 19 de Maio uma nova exposição dedicada à Era Cenozóica, no primeiro piso do Pavilhão de História Natural, localizado no centro da vila.

Após ter estado encerrado para obras de remodelação, o Museu da Lourinhã voltou a abrir as portas com dois novos núcleos museológicos complementares, um no centro da vila e outro no Parque dos Dinossauros da Lourinhã (Dino Parque). As exposições convidam os seus visitantes a realizar uma viagem no tempo, desde há cerca de 252 milhões de anos, e a descobrir vestígios de muitos dos seres vivos que habitaram nesta e noutras regiões. A passagem pelo tempo inclui fósseis que vão desde o tempo dos dinossauros, bem como representações culturais do Homem na pré-história e na modernidade.

Esta nova exposição agora inaugurada, encontra-se patente no primeiro piso do Pavilhão de História Natural, piso dedicado à Era Cenozóica, como continuação da viagem iniciada no piso inferior, dedicado à Era Mesozóica, sendo a abertura do Atlântico o fio condutor. De entre as peças expostas no rés-de-chão, destacam-se não só os dinossauros da Lourinhã, mas também fósseis de outros seres vivos, provenientes de outros locais como o Algarve, Gronelândia e Angola.

Durante a Era Cenozóica (Era Geológica actual), os mamíferos expandiram-se. Sendo também os hominídeos exemplo disso. Para além de crânios de zifiídeos (baleias de bico) e outro material fóssil, pode-se apreciar uma árvore evolutiva dos hominídeos, recolocando o ser humano no seu meio natural. E, também, observar as primeiras representações culturais conhecidas da região da Lourinhã, como concheiros, testemunhos da antiga utilização dos recursos marinhos, material lítico, bem como material osteológico proveniente de sepulturas do concelho, e ainda um menir e vestígios da ocupação romana.

Para finalizar esta viagem até ao início do séc. XX, o visitante é, ainda, convidado a conhecer a exposição etnográfica que retrata várias profissões oriundas da região. No pátio do museu encontra-se uma casinha “saloia”, um laboratório de preparação de fósseis e uma sala para diversas actividades lúdico-pedagógicas dedicadas aos mais jovens.

Mais informações aqui.

#MUSEUS #MUSEOLOGIA #EXPOSIÇÃO #LOURINHÃ

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.