Buscar

Festival Bons Sons


A pequena tabuleta branca beira da estrada nacional 349-3 dá a indicação que estamos a entrar em Cem Soldos, a pequena aldeia na freguesia da Madalena, no concelho de Tomar que, no segundo fim de semana de Agosto, recebe o Festival Bons Sons. Evento ímpar no panorama nacional, este festival pretende ser uma plataforma de divulgação da música portuguesa, conjugando projectos emergentes com músicos consagrados.

Foi em 2006 que a organização cultural local SCOCS criou a 1ª edição do evento, organizada inteiramente pela população de cerca de 1000 habitantes da aldeia que abre literalmente as portas das suas casas e quintais, convidando o visitante a entrar, a estar, a conhecer e a ouvir, numa partilha profunda de histórias e tradições. Miúdos e graúdos presentes, numa experiência integrante do lugar como evento musical: a música é a aldeia e a aldeia é a música e, durante aqueles dias, uma não existe sem a outra.

Primeiramente bienal, opção resultante da compreensão dos encargos que o evento representava, o Festival Bons Sons cresceu e desde 2015 que se realiza anualmente, tendo a edição de 2017 sido a 7ª, integrando já 45 bandas e 8 palcos, sendo cada um dedicado a uma linha programática e integrado nos equipamentos da aldeia: ruas, praças, largos, igreja, armazéns. O palco principal - Palco Lopes-Graça situa-se entre as árvores do Largo do Rossio de Cem Soldos, enquanto o Largo de S. Pedro recebe o Palco Giacometti, o Palco Eira ficando no local onde se secam os cereais e se celebra a fertilidade e vitalidade dos campos.

Durante o evento, Cem Soldos é fechada e só com pulseira conseguimos entrar na localidade e no festival: palcos de música aliam-se a feiras de artesanatos, exposições e, ainda, a actividades para crianças e famílias, animando o espaço durante todo o dia. Em 2017 ocorreram actividades para futuras mães pretendendo estimular, com sons e música, o desenvolvimento do bebé; passeio e aulas com Burros propostos pela Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA), com encontro marcado no Curral; uma oficina de orquestra de instrumentos tradicionais; e ainda os “Jogos do Hélder” no Largo do Rossio.

O cartaz musical juntou ainda nomes como Virgem Suta, Capitão Fausto, Manuel Fúria, Medeiros/Lucas, Né Ladeiras, Mão Morta, Paulo Bragança, Samuel Úria, Orelha Negra, Frankie Chavez ou Rodrigo Leão.

Paralelamente, a organização do festival não descura as questões ambientais, tendo recebido o prémio Sê-lo Verde como reconhecimento da sua dedicação à redução do impacto ambiental. Este prémio, atribuído na categoria “Educação” a um festival com um número de visitantes entre 5 mil e 25 mil espectadores, distinguiu o bom desempenho da comunidade de Cem Soldos na organização do BONS SONS.

As medidas implementadas incluíram seis vídeos de Boas Práticas Ambientais, protagonizados por quem vive na aldeia e destinados a quem “Vem Viver a Aldeia”, com o objectivo divulgar medidas do Plano Ecológico e assim promover boas práticas ambientais no BONS SONS e acções de Educação Ambiental dedicadas aos mais novos.

Cada vez mais uma alternativa aos demais festivais de verão, o Bons Sons propõe uma vivência integrada da aldeia e do património local através da música, numa comunhão que nos envolve e impele à descoberta do espaço circundante, e cujo apelo já mereceu a visita de 206000 pessoas e mais de 230 concertos, num somatório de todas as edições do evento.

Cem Soldos recebe a 9ª edição do evento entre 9 a 12 de Agosto de 2018.

Veja o vídeo da edição de 2017

Imagem: http://www.bonssons.com/

#FESTIVAL #MÚSICA #PATRIMONIO #CONCERTOS

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.