Buscar

Conheça mais alguns dos Docentes do Curso de Gestão do Património Cultural Nova SBE / Spira


A Nova SBE lançou o primeiro programa para executivos em Gestão do Património Cultural em Portugal, em parceria com a Spira e patrocinado pela Fundação Millennium BCP. A 1ª edição tem data marcada para o próximo dia 16 de fevereiro de 2018 e estende-se até 22 de junho.

A pioneira formação para executivos em Gestão do Património Cultural reúne docentes especialistas nacionais e estrangeiros, representativos das várias dimensões do Património Cultural, dos museus aos monumentos, passando pelos projetos de território.

Adicionalmente, o programa contempla a opção de embarcar numa Viagem de Estudo exclusiva a vários equipamentos e projetos no Norte do país, tais como unidades produtivas com caráter turístico, fundações culturais e projetos de âmbito territorial, contemplando aulas a serem ministradas pelos responsáveis dos mesmos no próprio local.

Saiba mais sobre o programa aqui.

Carlos Coelho

Docente

Uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, conduziu, ao longo de 25 anos, centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo, CTT Correios, TAP Portugal, Leya, Sonae. É autor de diversos estudos sobre tendências e modelos teóricos de marcas, dos quais se destaca o estudo de organização tipológica ivity Brand Types. É desde Janeiro de 2007 fundador e presidente da Ivity Brand Corp uma consultora internacional de criação, inovação e gestão de marcas onde já acumulou mais de 40 prémios entre os quais a eleição em 2008 como Empresa do ano e o prémio para a melhor projecto de Branding com a marca LEYA; Grande Prémio de Design 2010 pela M&P e Grande Prémio 2010 do Clube de Criativos de Portugal e empresa do ano de 2010. É fundador do World Bank of Creativity e desde Setembro de 2007 é conselheiro do IPAM para a área de tendências e inovação do ensino.

Juan Carlos Prieto

Docente

Arquitecto licenciado pela Universidade de Valladolid, desempenha as funções de Diretor-geral da Fundação Santa Maria la Real desde 1994. Ao longo destes anos, participou no desenvolvimento do programa Atelier-Escola e na transformação destes programas formativos em várias iniciativas de natureza empresarial como a Enciclopédia do Românico da Península Ibérica, Ornamentos Arquitectónicos, Pousadas do Românico, Património & Restauro, Residência de Terceira Idade, Canal Património, Ofícios em Rede, etc. Em paralelo com as responsabilidades de gestão da Fundação, participa desde 2010 na coordenação do Plano de Conservação e Restauro das Igrejas Românicas da Comuna de Campoo, promovido pela Fundação Caja Madrid e pelo Governo da Cantábria, do Plano de Conservação Românico Norte, promovido pela Junta de Castela e Leão e do Plano do Românico de Guadalajara em vigor, promovido pela Junta das Comunidades de Castilha La Mancha. Igualmente participa na direcção do Plano Românico Douro Atlântico (Espanha-Portugal), promovido pela Fundação Iberdrola, a Junta de Castela e Leão e o Ministério da Cultura de Portugal. Preside a Associação de Entidades de Património Cultural (AEPC) desde 2013. É, desde 2014, vice-presidente da AEICE, Cluster de Habitat e Construção.

Thibault Manchon

Docente

Thibault Manchon lançou a CULTIVAL em 2000. O conceito inicial era executar visitas guiadas nos bastidores nos teatros durante o dia para criar novas receitas com custos e riscos mínimos para os teatros! Ao longo dos anos, os principais monumentos decidiram abdicar de parte ou da totalidade do seu departamento de visitantes para a CULTIVAL. Esta solução tem vindo a tornar-se uma prática comum em França, oferecendo muitos benefícios. Hoje, a CULTIVAL é um ator principal na descentralização de monumentos como a Torre Eiffel, a Ópera Nacional de Paris, mas também nas fundações, museus, estádios de cinema ou, recentemente, no Estádio de França. Mais de 500.000 visitantes, 30 locais, uma equipa de 45 funcionários.

#FORMAÇÃO #GESTÃOPATRIMONIAL #CULTURA #PATRIMÓNIO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.