Buscar

Prémio Acesso Cultura – Linguagem Simples 2017


Na passada quinta-feira, 23 de Março, o Teatro Maria Matos recebeu o prémio Acesso Cultura – Linguagem Simples 2017.

A primeira edição do Prémio Acesso Cultura premiou a folha de sala do espectáculo “A Caminhada dos Elefantes”, de Inês Barahona e Miguel Fragata. Um texto que aborda de forma acessível e interessante um assunto bastante difícil, a morte, para um público entre os 8 e os 12 anos de idade.

O texto do espectáculo do Teatro Maria Matos destacou-se, entre outras componentes, pela linguagem simples e rica, adaptação às necessidades do leitor, design convidativo. Os autores procuravam dar aos espectadores ferramentas para lidar com uma perda na vida real.

O Museu de Évora recebeu uma menção honrosa pelo texto “Megalitismo em Évora”, que se encontra na exposição permanente, devido à simplicidade do seu texto:

“Megalitismo em Évora

As grandes construções em pedra, conhecidas como monumentos megalíticos (mega -grande | lithos –pedra), foram realizadas pelas primeiras comunidades agro-pastoris que se estabeleceram na região há 7500 anos. Em Portugal, o Alentejo reúne a maior concentração destes monumentos, essencialmente dedicados ao culto dos mortos, à marcação de territórios e às manifestações mais ancestrais de religiosidade do Homem.

Existem duas tipologias: os monumentos não funerários e os funerários. Os primeiros, mais antigos, denominados menires, podem aparecer isolados ou em conjunto, como acontece no recinto megalítico dos Almendres, perto de Évora. Estes monumentos estarão simbolicamente associados aos fenómenos astronómicos da mudança das estações (solstícios e equinócios), essenciais à prática da agricultura.”

A Acesso Cultura, desde a sua fundação, tem procurado promover boas práticas na comunicação escrita, usando uma linguagem simples e acessível. O Prémio Acesso Cultura – Linguagem Simples pretende, assim, reconhecer e promover os “profissionais do sector cultural para, com coragem e humildade, vencerem a barreira da linguagem e tornarem os seus conteúdos mais acessíveis para mais pessoas.”

#CULTURA

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.