Buscar

Pela Cidade Fora – Educação para a Mobilidade


O projecto pedagógico “Pela cidade Fora” é uma iniciativa da EMEL com a colaboração do Departamento de Educação da Câmara Municipal de Lisboa, orientada para a formação da cidadania das novas gerações, com enfoque na Mobilidade em Lisboa. Baseia-se na sensibilização de crianças e jovens para as questões da Mobilidade Sustentável e em particular para as vantagens da utilização dos modos suaves.

Conjugando diferentes valências, das duas entidades, pretendeu-se desenvolver um conjunto de iniciativas que de forma lúdica e pedagógica possam captar diferentes destinatários tendo como principal objectivo formar e informar os mais pequenos na utilização do espaço público, chegando através deles às famílias, educadores e comunidade.

Este projecto tem como ponto de partida uma colecção de 4 livros, destinados a 4 anos lectivos específicos (3º, 5º,7º e 10º) e desenvolve-se num conjunto de actividades práticas relacionadas com a utilização consciente do espaço público.

A preocupação com a mobilidade de cada um e o respeito pela mobilidade dos outros estão presentes em todas as nossas actividades. A sensibilização para as questões das acessibilidades, a utilização da bicicleta como meio de transporte, a facilidade de utilização dos transportes públicos ou ainda a capacidade de nos movermos dentro da cidade são questões com as quais nos comprometemos.

Os livros foram escritos pelo José Fanha e são distribuídos gratuitamente nas escolas do concelho de Lisboa.

Também as actividades práticas são de inscrição livre através de www.pelacidadefora.pt e gratuitas para todos os participantes.

No primeiro ano de actividade foram distribuídos aproximadamente 15000 livros. Tivemos cerca 4200 alunos a participar entusiasticamente em mais de 140 actividades práticas abrangendo quase metade das escolas públicas do concelho de Lisboa.

A transição para as Cidades do Futuro, cidades mais humanizadas, à escala das pessoas, começa aqui.

É na mudança de mentalidades e comportamentos que podemos basear a esperança num futuro mais sustentável, mais humano, mais nosso, para a nossa cidade.


BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.