Buscar

A programação cultural da Bienal 2019: uma visão polissémica do património cultural



A programação da Bienal de 2019 mostrou, através de diversas e variadas iniciativas, o quanto o património cultural é um recurso endógeno multifacetado, atractivo para todas as idades e feitios e passível de ser experimentado praticamente em qualquer suporte e momento.



Começando pela música, os visitantes puderam experimentar a música tradicional de Marrocos no espaço expositivo da Bienal, assim como assistir, em vários espaços da cidade de Loulé, aos concertos de Nelson Conceição & Ensemble da Banda Filarmónica Artistas de Minerva, de Rão Kyao e Convidados e ainda conhecer sonoridade da Orquestra de Jazz do Algarve.


No que diz respeito a itinerários temáticos, realizou-se uma incursão nocturna ao património do concelho, junto ao mar, através dos roteiros “Património ao luar” e "Roteiro da Água pela serra Louletana".



O espectáculo de video mapping, no Mercado de Loulé, foi composto especialmente para a Bienal, com o tema da interculturalidade que marca o território.



Houve igualmente, como não poderia deixar de ser, oportunidade de aprender "com as mãos-na-massa" algumas das tradições culturais da região, tais como a arte da empreita, do esgrafito, da pintura a fresco ou da confecção dos figos cheios.

Diversos ateliers e workshops de Artes & Ofícios decorreram em permanência, abertos a todos, no espaço expositivo da Bienal.




Houve ainda espaço para duas exposições: “Em parte alguma”, fotografias de Jorge Branco e João Serrão dedicadas à relação entre Portugal e Marrocos – país convidado da Bienal; “Somos Património”, fotografias e vídeo, consistindo na recolha de depoimentos da população de todo o concelho de Loulé relativamente à sua percepção do conceito, do propósito e do futuro do património cultural.


Por fim, três cerimónias oficiais: uma primeira aquando da Inauguração Oficial da Bienal; a segunda com a Apresentação da Rede Europeia de Feiras do Património – Herifairs; e, por fim, a Cerimónia de entrega do Prémio do Público – Internacionalização do Património, com a Comunidade Intermunicipal de Leiria, a Parques de Sintra e a Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra como vencedoras.


Na noite de sábado, a Partymonio_Festa do Património trouxe música ao vivo - e ao relento - dirigida aos profissionais, parceiros, promotores e expositores desta Bienal.








Números:

33 Acções de Programação Cultural

2 Concertos: Rão Kyao e Convidados | Nelson Conceição & Ensemble da Banda Filarmónica Artistas de Minerva

6 sessões de video mapping (OCUBO)

11 Roteiros e itinerários promovidos por parceiros do evento (Bairr’arte, Universidade do Algarve e Câmara Municipal de Loulé)

3 Exposições em contínuo


#BIENALARPA #CONCERTOS #EXPOSIÇÕES #PRÉMIOS #PROGRAMAÇÃOCULTURAL

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.