Buscar

Bienal promove projecto de educação patrimonial "Empreita-te!"


Concebido e desenvolvido no âmbito da Bienal Ibérica de Património Cultural, o Programa de Educação Patrimonial “Empreita-te!” pretende consciencializar a comunidade local – com especial enfoque nas crianças – do concelho de Loulé, anfitrião da edição de 2019, para o património cultural.

O projecto começou pelas escolas de Loulé e destinou-se aos alunos do 3º ano de todo o agrupamento escolar do concelho e aos alunos do pré-escolar da Casa da Primeira Infância, abrangendo um total de cerca de 980 crianças.

Nas visitas às escolas, a equipa de mediadores da Associação Mundo Património repescou a figura icónica da “Tia Anica de Loulé” para apresentar o património cultural local. Nos ateliers realizados, com o tema Empreita: património de Loulé, as crianças foram convidadas a explorar esta técnica artesanal ancestral e muito característica da região e outrora utilizada para a fabricação de diversos recipientes – na era “pré sacos e garrafas de plástico” – através da partilha de saberes da comunidade sénior.

Imagens 1 e 2.

O resultado final deste projecto será exposto na Bienal Ibérica do Património Cultural, assim como resultará num filme que ilustra o desenvolvimento do projecto ao longo de mais de 3 meses.

Muitos hábitos e tradições “de antigamente” são considerados património nos dias de hoje: esta foi a premissa orientadora das actividades educativas, que visaram demonstrar como a técnica da empreita pode ser reutilizada de forma inovadora e útil, mantendo-se sustentável no presente e no futuro.

Seguindo sempre o princípio de que o uso de recursos naturais para a satisfação de necessidades presentes não pode comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras, as crianças aprenderam a tirar partido desta técnica tradicional de fabrico de objectos.

Imagens 3 e 4.

A Associação Mundo Património oferece há 9 anos oferta educativa centrada no património cultural, reunida no Programa de Educação Patrimonial “Aproximar”, cujos objectivos passam por:

• Promover o Património como fonte primária de conhecimento;

• Sensibilizar o público infantil e juvenil para a preservação e valorização do Património Cultural e Natural;

• Contribuir para o alargamento da noção do que é Património;

• Promover práticas de cidadania voltadas para a preservação do património local;

• Promover uma abordagem artística e de contemporaneidade, tendo como catalisador de ideias o Património Edificado, Artístico, Literário, Imaterial, Etnográfico, etc..

O filme “Empreita-te!”, que documenta todo o trabalho educativo realizado entre Abril e Junho com as crianças de Loulé, será exibido no Domingo, 13 de Outubro, 3º dia da Bienal.

Para além deste projecto, durante os três dias da Bienal, as actividades de educação patrimonial serão transversais a toda a programação do certame (que pode consultar aqui), estando disponíveis para escolas e, em permanência, para todos os visitantes.

Imagem 5.

Legendas das imagens:

1 e 2: Sessão de educação patrimonial na freguesia de Boliqueime, com as turmas de 1º ciclo e o apoio das artesãs da Casa da Empreita.

3: Sessão de educação patrimonial na freguesia de Querença, com as turmas de 1º ciclo.

4: Sessão de educação patrimonial na freguesia de Vale Silves, Roda de Empreita com as turmas de 1º ciclo.

5. Sessão de educação patrimonial na freguesia de Querença, com as turmas de 1º ciclo e o apoio das artesãs da Casa da Empreita.

#EDUCAÇÃOPATRIMONIAL #BIENALARPA

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.