Buscar

8 metros de golfinho de plástico no Museu de Portimão


O espaço exterior do Museu de Portimão acolhe, a partir de 13 de Julho, a escultura «Ouvir o oceano», da artista de origem britânica e residente no Algarve B. J. Boulter.

Trata-se de uma representação de um golfinho com cerca de oito metros, inteiramente construído a partir da reutilização de resíduos de plástico.

Numa área de forte presença da cultura marítima como é Portimão e o Algarve, esta iniciativa do Museu pretende transmitir uma mensagem de apelo para a urgência de proteger a beleza e o equilíbrio dos oceanos, actualmente ameaçados pela poluição por plástico.

A escultura surgiu após uma viagem de Barbara Jane Boulter a Durban, na África do Sul, onde lembra ter observado «um mar bonito e chocante, polvilhado de plásticos». A artista nota que o trabalho surge num momento em que a sociedade começa a compreender que «o tempo está a esgotar-se e de que algo deve ser feito relativamente ao ambiente».

Actualmente, cerca de 8 mil milhões de quilos de plástico são despejados no oceano em cada ano e a National Geographic Society estima que, mantendo-se as práticas actuais, até 2050 o peso do plástico ultrapasse o de todos os animais no mar.

O mar, nas mais variadas formas e abordagens, é o tema unificador da programação para este Verão do Museu de Portimão, um dos museus portugueses mais premiados.

Fonte: Barlavento

Imagem: DGPC

#ALGARVE #MUSEU #MUSEUDEPORTIMÃO #PATRIMÓNIONATURAL #ARTESPLÁSTICAS

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.