Buscar

Observatório do Património: um novo projecto estatístico para o sector


O bom momento económico que Portugal vive actualmente, sobretudo na área do turismo, deve-se em grande parte às condições excepcionais de oferta do nosso país, nomeadamente à presença de uma significativa herança patrimonial. Os nossos monumentos têm atingido sucessivos recordes de visitas e de receitas: em 2016, cinco equipamentos culturais ultrapassaram a barreira de um milhão de visitas. Em teoria, deveria ser motivo de reforço dos respectivos orçamentos em prol de sua conservação e manutenção, das suas condições de visita e usufruto e da investigação em torno destes. Mas não é seguro que tal aconteça, nem tão pouco que o fenómeno seja transversal a todas as atracções culturais ou a todo o território nacional. Perceber estas dinâmicas e compreender o seu impacto nas políticas culturais implica ter dados atualizados e comparativos. É neste sentido que surge o Observatório do Património, um novo projecto estatístico na área do património cultural que pretende afirmar-se como uma ferramenta de referência especializada na análise de informação quantitativa sobre o sector em Portugal.

A iniciativa do Observatório do Património partiu da ambição de uma empresa privada na área da consultoria patrimonial (Conservation Practice) em responder a um contexto informativo adverso, determinado pela carência de dados quantitativos e pela considerável dispersão e fragmentação de fontes. Paralelamente, a complexidade das actuais políticas públicas e privadas (da conservação patrimonial, à reabilitação urbana ou turismo cultural) e a ausência de uma cultura generalizada de informação e transparência pública por parte de algumas instituições, foram outros dos motivos que conduziram à criação deste projecto.

O Observatório do Património propõe-se a recolher e analisar informação quantitativa dispersa e apresentá-la de forma crítica, rigorosa e imparcial no sentido de permitir uma visão geral do sector e das suas tendências. Este projecto pretende ser um instrumento útil a um vasto leque de agentes económicos e institucionais do sector cultural, mas também a todos os interessados pelo património cultural, assumindo um forte sentido cívico através da sua disponibilização online de forma pública e livre.

A informação reunida foi organizada numa extensa base de dados, destinada a caracterizar e monitorizar o universo patrimonial nacional, englobando indicadores sobre políticas patrimoniais, financiamento, estudos de público, diversidade e qualidade das ofertas culturais, comunicação, entre outros. A inclusão de conteúdos inovadores com o intuito de traduzir e caracterizar a ligação existente entre o património cultural e os fenómenos exógenos de maior relevância - de onde se destacam o turismo, as novas tecnologias e as redes sociais - foi outro dos princípios orientadores do projecto.

O Observatório do Património concluiu recentemente a revisão da primeira edição da publicação anual intitulada de “Património em Números” sobre o ano de 2016 (cujo lançamento online está a ser ultimado) e encontra-se já a preparar a edição do ano de 2017, cujas estatísticas começam agora a ser conhecidas. Trata-se de uma importante ferramenta de divulgação das tendências do sector, através de um vasto trabalho de pesquisa, filtragem e tratamento da informação disponível, respeitando um dos principais enfoques do projecto: apresentar a informação de forma simples, clara e visualmente apelativa. A par de um cuidado rigor científico e metodológico, a comunicação visual é um dos aspectos destacados, tanto na imagem final da publicação, como na elaboração de infografias e na exploração do website como veículo de divulgação (www.observatoriodopatrimonio.pt), que será lançado paralelamente com a primeira publicação.

O Observatório do Património visa pautar todo o trabalho desenvolvido pela clareza da informação disponibilizada, pela visão transparente e imparcial e pelo rigor e seriedade das fontes. Consequentemente, a viabilidade da iniciativa irá assentar numa importante rede de parcerias com instituições públicas e privadas, no sentido de recolher periodicamente informação rigorosa e fidedigna. É neste sentido, que o Observatório do Património se encontra agora em fase de apresentação e divulgação do projecto.

Como disse Albert Einstein, “o conhecimento não é feito de números, mas o número é condição essencial para o seu desenvolvimento”e é precisamente com este intuito que o Observatório decidiu apostar na divulgação de informação estatística, quantitativa, sobre o sector patrimonial, através do qual visa contribuir também para a protecção e valorização do património cultural nacional.

#OBSERVATÓRIODOPATRIMÓNIO #PATRIMONIO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.