Buscar

Exposição "A Minha Vida Dava uma Sardinha", Galeria Millennium bcp


1 de Junho a 22 de Agosto 2015 - Galeria Millennium bcp, Lisboa

A patrimonio.pt foi visitar a mais recente iniciativa da Fundação Millennium bcp, em parceria com a EGEAC e com o Atelier Silva Designers - a exposição “A Minha Vida Dava uma Sardinha”. Patente na Galeria Millennium, na Rua Augusta em Lisboa, de 1 de Junho a 22 de Agosto com entrada gratuita, esta iniciativa insere-se no conjunto de acções promovidas pela Fundação Millennium bcp para divulgar o NARC - Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, recentemente classificado como Monumento Nacional.

Dando continuidade à presença na programação das Festas de Lisboa, a Fundação Millennium bcp apresenta uma exposição que dá conta da 5ª edição do Concurso de Sardinhas promovido pela EGEAC. Este ano o concurso contou com 4.988 propostas de sardinhas, de 2.640 candidatos entre os 7 meses e os 81 anos de idade, de 50 nacionalidades diferentes.

A inauguração da exposição contou com a presença de António Monteiro, Presidente do Conselho de Administração do Millennium bcp, Joana Gomes Cardoso, Presidente da EGEAC na sua primeira presença nesta iniciativa, Catarina Vaz Pinto, Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Jorge Silva, dos Silva Designers e Fernando Nogueira, Presidente da Fundação Millennium bcp.

Eleita, desde 2003, como símbolo gastronómico tradicional dos Santos Populares da cidade de Lisboa, a sardinha é cada vez mais um símbolo identitário para além do referente associado à gastronomia e tem sido apropriado graficamente em diversas iniciativas, sendo o Concurso de Sardinhas uma das mais significativas.

Tomando o pulso à cidade, a Fundação Millennium bcp insere-se nas dinâmicas turísticas e de lazer da Baixa de Lisboa, fazendo parte da oferta cultural disponível com as exposições organizadas na Galeria Millennium e com o importante contributo de conservação e divulgação do Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros - um local de ocupação romana que comprova a presença da sardinha ao longo da história da cidade.

Este ano a exposição ganha uma tónica ainda mais criativa - "A minha vida dava uma sardinha" conta com um conceito expositivo novo onde as sardinhas ganham voz e são personificadas, reflectindo, como afirma Jorge Silva dos Silva Designers, as nossas preocupações, ansiedades, sonhos e conquistas.

#EXPOSIÇÃO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/16

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.