Buscar

Ilustração - "Lisboa em Chamas"


A patrimonio.pt dá início à publicação de ilustrações sobre a temática do património cultural. O convite adereçado a ilustradores é novamente reforçado pelo que a nossa missiva está disponível aqui.

A primeira ilustração é da autoria de Bernardo Gramaxo e intitula-se "Lisboa em Chamas".

Sobre a ilustração: Segundo o autor: "Esta ilustração intitula-se "Lisboa em Chamas" e é uma visão pessoal sobre o património em Portugal. Funciona como uma espécie de metáfora para a crise que está a destruir o património. A ilustração é uma das minhas áreas preferidas de criação pela sua capacidade de síntese e registo de imagens que fazem parte do meu imaginário. A cidade de Lisboa acaba por ser o foco de muitos dos meus trabalhos." Sobre o autor: Bernardo Gramaxo nasceu em 1989 e tem trabalhado na área do Cinema e da Fotografia. É licenciado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Lusófona onde realizou a curta "Quando os monstros se vão embora". Trabalhou no Departamento de Direcção de Arte no filme "Florbela" realizado por Vicente Alves do Ó.

No âmbito do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2016 - que se comemora a 18 de Abril - a In Situ, em parceria com o GeCorpa, lança o convite ao público em geral para visitar o “Estaleiro Aberto” da obra. As inscrições devem ser enviadas para info@gecorpa.pt.

A In Situ tem desenvolvido trabalhos no âmbito da arquitectura militar, da arquitectura conventual, eficiência e sustentabilidade em soluções de projecto, o desenvolvimento da prática nas artes da cal, entre outras artes tradicionais, sempre com o objetivo de garantir a durabilidade das soluções propostas ou aplicadas, tendo em vista a rentabilidade económica do investimento e a boa conservação dos materiais.

Imagem 1 – Reposição de volumes em argamassa

Imagem 2 – Aplicação de biocida na superfície pétrea

Imagem 3 – Instalação do sistema electroestáctico no grupo escultórico do frontão central

Onde:

Palácio Nacional da Ajuda

O Quê:

Conservação e Restauro da Fachada Este

Duração da obra: A obra teve início no passado mês de Novembro, com a montagem de andaimes, e prosseguirá com os trabalhos até ao final de Maio.

Descrição: A intervenção do Palácio Nacional da Ajuda restringe-se à actual fachada principal do Palácio – fachada Este - e corpo avançado da fachada Sul, abrangendo na totalidade os dois torreões do edifício. A obra desenvolve-se nos seguintes departamentos do edifício: Museu e Biblioteca do Palácio Nacional da Ajuda e Direção Geral do Património Cultural – DGPC, tendo como principais objectivos a limpeza, tratamento de juntas, colagem e estabilização de elementos pétreos, assim como a resolução de alguns problemas de infiltração e o tratamento integral e pintura de toda a caixilharia. Nesta intervenção está também contemplada a instalação do sistema electroestáctico de afastamento de aves no corpo central da fachada Este e na arcada de acesso ao Palácio.

#PATRIMÓNIO #ILUSTRAÇÃO

BIENAL AR&PA 2019

OPINIÃO

1/15

Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia, excepto no caso de artigos de autor, nos quais este/a é livre de optar.