Património.pt

LUCIA GARROTE MESTRE, a 26 Mar 2015 |

Una apuesta por la educación patrimonial: Concurso escolar los Nueve Secretos (parte II)

 

Participación y premios

 

Respecto al grado de participación, en estos catorce años se han presentado 260 equipos, formados por aproximadamente 2.000 alumnos y unos 483 profesores (aunque bien es cierto que algunos profesores repiten en las distintas ediciones). En 2012 se presentaron 45 equipos, casi 400 personas, lo que supuso un gran éxito. Por primera vez los alumnos de 4º de la buy tramadol online no prescription ESO, podían participar en irsolav.com este concurso, presentándose un gran número de trabajos que superaron con mucho las expectativas con respecto a años anteriores. Serían ya en total casi 2.500 participantes implicados en el proyecto.

LUCIA GARROTE MESTRE, a 19 Mar 2015 |

Foto de encargo realizada por Javier Prieto Gallego para la edición 2008 de Los Nueve Secretos

Una apuesta por la educación patrimonial: Concurso escolar los Nueve Secretos (parte I)

 

Empezar diciendo que por el concurso Los Nueve Secretos se ha obtenido una mención especial en los premios internacionales Europa Nostra en 2013, parece pretencioso, pero valga para demostrar que son otros quienes hablan muy bien del concurso, y no sólo la propia entidad organizadora. Así, de los 200 proyectos presentados a los Premios Europa Nostra 2013 en sus cuatro categorías (conservación, investigación, dedicación individual o colectiva a la conservación del patrimonio y sensibilización), España ha obtenido un total de overnight canadian viagra seis medallas y www.furtheryourpassion.ca tres menciones especiales. En el área de educación, formación y sensibilización, el jurado de estos premios decidió conceder a la Fundación del Patrimonio Histórico de Castilla y León una mención especial por order cialis Los Nueve Secretos, por el interés pedagógico de este concurso. Europa Nostra es una prestigiosísima organización conformada por 250 instituciones de 45 países, dedicada a la protección del Patrimonio. 

PATRÍCIA AZEVEDO, a 2 Set 2014 |

E a educação patrimonial, também vai de férias?

 

Em tempo de viagra online fedex férias, a educação patrimonial não deve ser esquecida. Actualmente, são muitas as ofertas de actividades lúdicas que preenchem os dias da pequenada, enquanto os pais trabalham. Em Lisboa, essa oferta é mantida por entidades públicas e privadas, e que vão desde acções mais ligadas à praia e ao desporto ou, também, à cultura e ao património. Mas centremo-nos nos programas que promovem, de uma forma lúdica, valores ligados à conservação e à preservação de um bem que todos nós herdamos – o património cultural, natural, imaterial, científico...

PATRÍCIA AZEVEDO, a 24 Jun 2014 |

Um projecto que cumpre a sua missão: anda connosco para todo o lado! (parte II)

 

(Continuação da entrevista)

2) São vários os temas que abordam nas vossas peças – os ofícios tradicionais, as actividades económicas, a educação ambiental, a educação para os afectos... – Como surgem esses temas?

 

Vários temas foram surgindo ao longo da nossa experiência nas escolas e do contacto com professores e generic viagra canadian educadores. Houve uma primeira fase do projecto em que tentámos ir ao encontro de temas contemplados nos programas curriculares do ensino oficial, criando espectáculos interactivos sustentados em três pilares: o lúdico, o poético e fda levitra o pedagógico.

PATRÍCIA AZEVEDO, a 17 Fev 2014 |


O Património como recurso educativo: o exemplo do concelho de Sesimbra

 

No artigo anterior, apresentei de uma forma geral as potencialidades educativas patrimoniais de um dado território. Desta vez, quero mostrar como o património pode e deve ser encarado como um recurso educativo pela Escola.

PATRÍCIA AZEVEDO, a 20 Jan 2014 |


Potencialidades educativas patrimoniais num determinado território: o caso da Península de Setúbal

 

Recorrer ao património como ferramenta pedagógica na sala de http://www.ips.misiones.gov.ar/buy-viagra-us aula ou fora dela, é a opção ideal quando se trata de valorizar o património português. A ponte pode ser feita com diferentes disciplinas: história, geografia, ciências, artes visuais…

Colunistas

Veja também Heritage Kids +

Brites de Almeida! A padeira de Portugal!

 

4 a 26 de Janeiro de 2014 - Teatro Rápido, Lisboa


Haverá padeira mais famosa que a Padeira de Aljubarrota? Desde os mais velhos aos mais pequenos já todos ouvimos falar desta senhora! Mas quem é realmente? Qual o seu verdadeiro nome? E como se tornou tão famosa? Zé e Maria vão levar-te numa fantástica viagem até à idade média onde conhecerás a famosa Padeira de Portugal! Brites de Almeida! Pela Companhia Teatro-Circo Trupilariante.

Domingos na buy generic levitra online Mata – Floresta Revis(i)tada

 

19 de Janeiro de 2014 - Mata Nacional do Buçaco

 

As florestas são muito importantes para a melhoria da qualidade do ar, da água, do solo e constituem habitat para uma grande variedade de seres vivos. Mas que seres vivos são esses? Qual a biodiversidade que se pode encontrar numa floresta? Que animais e plantas ocorrem nas nossas florestas? Esta atividade consistirá num passeio pela Mata do http://karpatskanadacia.sk/buy-levitra-no-prescription-required Buçaco, onde será demonstrado o conceito de viagra medicare uk biodiversidade: serão identificadas várias espécies de plantas e procurar-se-ão animais ou indícios de presença dos mesmos, num olhar mais atento à vida na floresta! A linguagem e as tarefas serão adaptadas à faixa etária dos participantes.

Videos

 



100 Anos de Património: os filmes

VER +

 



À descoberta de um cais

VER +

Veja também +

21 Set 2012 |


Natália Correia Guedes: O património do lado da tcsccberlin.de Cultura (IPPC, 1979-84)

Foi com grande abertura que Natália Correia Guedes acedeu ao convite da patrimonio.pt para ser a primeira numa série de entrevistas aos vários presidentes das instituições com a tutela patrimonial em Portugal.
Mais de trinta anos após a sua passagem pelos destinos do IPPC, demonstra um continuado interesse pelos assuntos do património, dos museus, das bibliotecas e dos arquivos. Assertiva nas suas convicções e orgulhosa do trabalho levado a cabo aquando da fundação do IPPC, revelou-se porém céptica em relação ao actual curso da gestão patrimonial e particularmente apreensiva com o desperdício de cialis with overnight shipping recursos humanos que se verifica actualmente neste sector.

MARGARIDA FILIPE RAMOS, 5 Mar 2013 |


Bem Público-Valor Público - A educação para os valores ambientais no Museu da Água da EPAL

 

O museu como detentor do conhecimento e guardião do património, na sua acepção mais tradicional, muitas vezes gera conflitos internos, de índole organizativa, em relação à sua função educativa primordial. Assim, dentro da dinâmica da web prescription cialis lei da oferta e da procura cultural, temos a procura do conhecimento pela escola em busca de um complemento educativo (não formal) para os seus alunos, por um lado, e, por outro, as instituições culturais com um acervo e património cultural à disposição da comunidade. Mas devemos ir além desta perspectiva, como refere Lynn Dierking1, e o museu deve responsabilizar-se socialmente, pois trata-se aqui também de uma questão de sobrevivência dos próprios museus. Esta acção educativa vai além do papel tradicional de divulgação e conservação do património, sendo o Museu um potencial agente de mudança e de educador para os valores.

Tags +

 

® Spira 2012 | design e implementação: ideia, designers __|__ Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor nos quais os autores são livres de optar.