Património.pt

LUCIA GARROTE MESTRE, a 26 Mar 2015 |

Una apuesta por la educación patrimonial: Concurso escolar los Nueve Secretos (parte II)

 

Participación y premios

 

Respecto al grado de participación, en estos catorce años se han presentado 260 equipos, formados por aproximadamente 2.000 alumnos y unos 483 profesores (aunque bien es cierto que algunos profesores repiten en las distintas ediciones). En 2012 se presentaron 45 equipos, casi 400 personas, lo que supuso un buy tramadol online no prescription gran éxito. Por primera vez los alumnos de 4º de la ESO, podían participar en irsolav.com este concurso, presentándose un gran número de trabajos que superaron con mucho las expectativas con respecto a años anteriores. Serían ya en total casi 2.500 participantes implicados en el proyecto.

LUCIA GARROTE MESTRE, a 19 Mar 2015 |

Foto de encargo realizada por Javier Prieto Gallego para la edición 2008 de Los Nueve Secretos

Una apuesta por la educación patrimonial: Concurso escolar los Nueve Secretos (parte I)

 

Empezar diciendo que por tcsccberlin.de el concurso Los Nueve Secretos se ha obtenido una mención especial en los premios internacionales Europa Nostra en 2013, parece pretencioso, pero valga para demostrar que son otros quienes hablan muy bien del concurso, y no sólo la propia entidad organizadora. Así, de los 200 proyectos presentados a los Premios Europa Nostra 2013 en sus cuatro categorías (conservación, investigación, dedicación individual o colectiva a la conservación del patrimonio y sensibilización), España ha obtenido un total de overnight canadian viagra seis medallas y www.furtheryourpassion.ca tres menciones especiales. En el área de educación, formación y sensibilización, el jurado de estos premios decidió conceder a la Fundación del Patrimonio Histórico de Castilla y León una mención especial por Los Nueve Secretos, por el interés pedagógico de este concurso. Europa Nostra es una prestigiosísima organización conformada por 250 instituciones de 45 países, dedicada a la protección del Patrimonio. 

PATRÍCIA AZEVEDO, a 2 Set 2014 |

E a educação patrimonial, também vai de férias?

 

Em tempo de viagra online fedex férias, a educação patrimonial não deve ser esquecida. Actualmente, são muitas as ofertas de actividades lúdicas que preenchem os dias da pequenada, enquanto os pais trabalham. Em Lisboa, essa oferta é mantida por entidades públicas e privadas, e que vão desde acções mais ligadas à praia e ao desporto ou, também, à cultura e ao património. Mas centremo-nos nos programas que promovem, de uma forma lúdica, valores ligados à conservação e à preservação de um bem que todos nós herdamos – o património cultural, natural, imaterial, científico...

PATRÍCIA AZEVEDO, a 24 Jun 2014 |

Um projecto que cumpre a sua missão: anda connosco para todo o lado! (parte II)

 

(Continuação da entrevista)

2) São vários os temas que abordam nas vossas peças – os ofícios tradicionais, as actividades económicas, a educação ambiental, a educação para os afectos... – Como surgem esses temas?

 

Vários temas foram surgindo ao longo da http://karpatskanadacia.sk/buy-levitra-no-prescription-required nossa experiência nas escolas e do contacto com professores e educadores. Houve uma primeira fase do projecto em que tentámos ir ao encontro de temas contemplados nos programas curriculares do ensino oficial, criando espectáculos interactivos sustentados em três pilares: o lúdico, o poético e fda levitra o pedagógico.

PATRÍCIA AZEVEDO, a 17 Fev 2014 |


O Património como recurso educativo: o exemplo do buy generic levitra online concelho de Sesimbra

 

No artigo anterior, apresentei de uma forma geral as potencialidades educativas patrimoniais de um dado território. Desta vez, quero mostrar como o património pode e deve ser encarado como um recurso educativo pela Escola.

PATRÍCIA AZEVEDO, a 20 Jan 2014 |


Potencialidades educativas patrimoniais num determinado território: o caso da Península de Setúbal

 

Recorrer ao património como ferramenta pedagógica na sala de http://www.ips.misiones.gov.ar/buy-viagra-us aula ou fora dela, é a opção ideal quando se trata de valorizar o património português. A ponte pode ser feita com diferentes disciplinas: história, geografia, ciências, artes visuais…

Colunistas

Veja também Heritage Kids +

Festival Internacional de Teatro do Alentejo

 

20 a 29 de Março de 2014, Teatro Municipal Pax Julia, Beja

 

Conjunto de peças de teatro de várias companhias de teatro em exibição em Beja, para todas as idades!

A viagem da gota de viagra medicare uk água

 

28 de Dezembro de 2013 - Museu da Ciência da Universidade de Coimbra 

 

O planeta Terra tem muita, muita água, e esta água está sempre em movimento. Se conseguíssemos seguir uma gota, percebíamos que ela faz uma viagem extraordinária. Queres fazer essa viagem connosco?

Videos

 



100 Anos de Património: os filmes

VER +

 



À descoberta de um cais

VER +

Veja também +

CARLOS SEZÕES 19 Dez 2012 |


Capital Humano ao serviço do Património

 

Existe lugar para a Cultura e para a Arte num contexto de crise em que as economias ocidentais estão envolvidas? Para que nos servem os bens culturais, no cenário actual? E o imenso património arquitectónico artístico com que fomos abençoados pelas gerações anteriores? As respostas às perguntas anteriores podem ser evidentes para muitas pessoas. Alguns, mais apaixonados pelo tema, defenderão a sua importância incontornável. Outros, ditos pragmáticos e pouco dados a devaneios poéticos, dirão que devemos concentrar os nossos recursos em áreas de impacto social imediato, mais visíveis e (seguramente) mais populares. Na minha óptica, para sermos verdadeiramente objectivos, devemos clarificar qual o papel que queremos que a Cultura desempenhe no contexto das sociedades actuais – para avaliarmos então qual a “compensação” social, quais as metas, qual o impacto que desejamos.

RUBEN DUARTE, 10 Set 2013 |


Roteiro das Igrejas da follow link levitra pharmacy compare cost Diocese de cialis with overnight shipping Setúbal

 

A oportunidade de acolher, numa Igreja, alguém que chega na condição de turista ou peregrino, português ou estrangeiro, é antes de mais uma possibilidade de evangelização valiosa, que não pode, nem deve ser, ignorada. A Igreja Católica é assumidamente, a fiel depositária de muito do património religioso nacional, que em grande medida se coaduna com a sua missão cultural e evangelizadora. 

Tags +

 

® Spira 2012 | design e implementação: ideia, designers __|__ Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor nos quais os autores são livres de optar.