Património.pt

XVIII CIAC - Congresso Internacional de Arqueología Clássica

 

13 a 17 de Maio de 2013 - Mérida, Espanha

Encontra-se aberto o período de inscrições e envio de propostas de comunicação e posters, para o XVIII Congresso Internacional de Arqueología Clássica, sob o tema “Centro e periferia no Mundo Clássico”, a ter lugar em Mérida, entre os dias 13 e 17 de maio de 2013.

 

Fonte

 

« CALENDÁRIO

 

 

 

Share

Colunistas

Videos

 



100 Anos de Património: os filmes

VER +

 



À descoberta de um cais

VER +

Veja também +

CLARA BERTRAND CABRAL, 22 Mai 2013 |


Património cultural imaterial, um património inclusivo

 

Os processos de patrimonialização são, de uma maneira geral, iniciativas levadas a cabo por especialistas e eruditos, detentores dos saberes e ciências que legitimam a atribuição do estatuto patrimonial a elementos materiais tais como objetos museológicos, monumentos, paisagens ou conjuntos de edificações. Ser “património” significa possuir determinadas características, como por exemplo ser uma obra-prima da criatividade humana, testemunhar uma época ou cultura, possuir raridade ou autenticidade, enfim, ser detentor de uma excecionalidade que lhe atribui valor inquestionável aos olhos do sujeito patrimonializador.

Reformar a Política Pública de Património e Museologia

 

O PROBLEMA E A PROPOSTA


O Problema não é se o Estado não é capaz, porque isso é o que estamos habituados a ouvir. O problema é se está disponível quem é capaz, e o Estado não o permite. O desafio desta Proposta consiste em Reformar a Política Pública de Património e Museologia. Numa Sociedade em que a relação entre as Pessoas e Quem Politicamente as Representa está a sofrer uma mudança, profunda e irreversível, as exigências e as responsabilidades obrigam a novas respostas. A culpabilização mútua é um impasse que não ajuda a resolver nada. Nesta nova perspectiva de governança, um grupo de profissionais coloca ao dispor, de forma aberta, e disponível para todos os Partidos Políticos legalmente constituídos, uma proposta para a governação da futura política pública de Património. Uma proposta que não é gerada pelos aparelhos partidários, nem pelos grupos por eles escolhidos, mas por quem trabalha no Património e na Museologia. Um contributo entendido como um acto cívico de Cidadania.

Tags +

 

® Spira 2012 | design e implementação: ideia, designers __|__ Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor nos quais os autores são livres de optar.